Um doidivanas mostra o seu saber por intermédio das palavras e um pouco da imagem. Poemas, opiniões, revisões. Uma mistura de sociedade e tecnologia. Com temáticas conforme me vou lembrando de escrever.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

República democrata! Mais República das bananas!

Sem comentários

Pergunto-me quantos portugueses leram a constituição da República! E quantos concordam com tudo escrito! Quantos portugueses conhecem as leis que estão submetidos? Tantas leis farão sentido? Quantas sabe a população geral? A resposta é simples nenhuma. Ninguém sabe quantas leis e que leis tem o país! E poucos são os que leram a constituição sem serem obrigados.
O povo vai tendo umas noções gerais e mantém a ignorância,  e depois está à espera de quê?
Acho lamentável pois todos querem direitos, ninguém quer cumprir com os deveres, será que não entendem a ligação?
E vem uma Europa querer mais direitos e deveres mas sem construir uma base sólida que o permita. Desde a sua constituição que se houve falar de injustiças, e que tem sido feito nesse sentido? Como podem pedir que seja civilizado, ambientalista e ecologista quando para ter esse estatuto ou atingir esse patamar, sou obrigado a gastar o que não tenho!
Como podem fazer leis que nunca aprendo, nunca aprendi nem colocam a aprender, pois os únicos que as aprendem é para ganhar dinheiro, ou investiram em quê!
Falam de democracia mas não vejo nunca o poder do povo, e ainda dizem que democracia é o poder do povo, e claro quem aceitar esta definição apenas conclui que ela não corresponde.
Serão precisas assim tantas leis para o entendimento humano? A prática mostra que não pois o humano do povo vai agindo com respeito e nada lhe acontece mesmo não sendo conhecedor de leis!
Um humano que aja sem prejudicar o outro o mais certo é prejudicarem-no a ele, mas protegido deveria estar e a lei deveria protegê-lo, raramente acontece, pois este ser não tem conhecimento para reinvindicar o seu direito.
Vejo constantemente as pessoas a irem contra a lei, quase que é natural, e certas leis aqui em Portugal, as pessoas nem as conhecem e claro por ignorância ou não praticam a ilegalidade.
Quantas pessoas alimentam pombas?
Quantas pessoas têm animais ilegais em casa?
Quantas pessoas fumam e deitam os resíduos para o chão?
Quantas pessoas deitam lixo para o chão?
Quantas pessoas praticam provocações? Bulling psicológico.
Quantas pessoas maltratam violentamente? Bulling físico.
Estas são as simples depois o oportunismo leva a mais, pois existe quem queira conhecer a lei para a manipular, para manipular outros e claro sempre por interesse e benefício pessoal, o todo pouco importa.
Existe quem venha de África com más práticas e pouco conseguimos fazer para proteger o indivíduo pois em muitos casos este nem se queixa.
O oportunismo e a falta de respeito é constante e se o povo faz e influência muito, imaginem o topo fazê-lo, o quanto não influência.
E perguntam-me como resolver, e o como é complexo, pois greves já nada fazem e o ser parar é aparentemente uma solução pouco viável,  na realidade o povo mostra medo e não consegue parar, e o político aproveita para continuar.
A solução é o povo parar, mas este tem medo de estar quieto um mês sem consumir, sem ir ao café, ao cinema, sem ver televisão,  sem ouvir rádio, sem exercer a função que o treinaram, e enquanto este medo estiver presente nenhuma solução nova será apresentada. Ou não terão já muito os políticos em gaveta!?

Sem comentários :

Enviar um comentário