Um doidivanas mostra o seu saber por intermédio das palavras e um pouco da imagem. Poemas, opiniões, revisões. Uma mistura de sociedade e tecnologia. Com temáticas conforme me vou lembrando de escrever.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Chamam-me hacker! Parem nem nome tenho :)

Sem comentários

Quando algum tempo em contacto comigo, muitos ficam com a ideia que sou hacker! Quando normalmente interrogo da definição fico com a ideia do costume, uma definição subjectiva e mais focada na ideia do pirata informático. 
O bicho, o ácaro é um ser minúsculo, e o termo aparece daí, um ser minosioso, que leva um tema à exaustão e pormenor. No âmbito tecnológico conhecer uma máquina no seu todo, estando ciente das suas capacidades é ser hacker, conhecer um sistema de igual maneira é ser hacker. 
Levar um jogo à sua exaustão e pormenor é ser hacker. Mas como tudo tem sempre várias perspectivas é a acção que vai definir o verdadeiro hacker, o que encontra o erro e ajuda a supera-lo e o que usa o erro em seu benefício. 
Nesta destinação define-se agora o White e o Black Hacker, a sua acção define. Muitos ambicionam ser hackers facilmente tornando-se black hacker, cuidado pois quando interrogo para que querem certos conhecimentos, muitos já entenderam que deles não precisam pois o tempo que iriam perder, depois para ser recuperado em dinheiro iria obrigar a más práticas, tem sido fácil em desviar amigos deste caminho, mas só pessoalmente se torna fácil, na web nunca falo sobre este tema com ninguém, nunca consigo ler o outro lado.
E confessando que já mexi em sistemas alheios, a única vez que alterei dados, foi uma vez numa fábrica de azulejos daqui da zona de Gaia, que tinha os seus azulejos partilhados na rede local e para toda a Internet,  alterei o autoexec para avisar da situação. De resto as brincadeiras com BO, e algumas mais não são suficientes para ir ao nível de um Black hacker, e neste momento o conhecimento sobre tanta coisa é tão elevado que me dou ao luxo de entitular de Guru e não de hacker, pois o meu ativismo é mais de consciência do que de acção. 
E escrevo este artigo pois estou a jogar um jogo e Chamam-me de hacker e cheater e cai tão mal, pois apenas estou a jogar e usufruir das regalias que o próprio jogo dá, eles é que estão pouco atentos, então malta, se querem ser top em algo têm que estar atentos a todos os pormenores. 


Sem comentários :

Enviar um comentário