Um doidivanas mostra o seu saber por intermédio das palavras e um pouco da imagem. Poemas, opiniões, revisões. Uma mistura de sociedade e tecnologia. Com temáticas conforme me vou lembrando de escrever.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Na busca pela educação

Sem comentários

Já faz algumas semanas que tinha reparado neste cartaz. Um bar da zona a apelar à boa educação! Agora pensem, para estar a haver necessidade de um cartaz como anda a educação da malta! Chamou-me à atenção e certo dia quando me meto com o funcionário, um amigo, ele faz questão em me esclarecer sobre o cartaz e frisou que o seu patrão faz questão de que ele o promova.

Eu na brincadeira dei a minha versão, eloquente e bem educada, contudo com um desejo que podia não ser bom divulgar alto, quando me aproximo do ouvido dele ele acha a atitude homossexual e mudo então a acção e um pouco o discurso. Acabei por tomar o café pelos 0.50c e ele muito se riu da minha interpretação. 

O cumprimento em português é igual ao inglês, ou seja a palavra é o Olá ou então a pergunta retórica tudo? Ou tudo bem? E fica igual aos nossos amigos Olá com Olá, tudo com tudo. Contudo com a evolução começamos a pensar nos outros, então no cumprimento acrescentamos um desejo e apareceu o bom dia, boa tarde e boa noite, todos estes são desejos e não cumprimentos. E desejos que ficaram tão banalisados que já nem assunto têm, outras vezes até dá para gozar pois o tempo nem mostra a tal boa tarde ou noite. Desejar algo de bom a outro terá sentido se for sentido e ser educado e saber falar não mostra o sentimento. Assim nos educam a ser educados e cumprimentar, contudo desejar é opção é só se deve fazer se for sentido ou não terá valor algum.

E a brincar no plano metafísico desejei uma noite de sucesso além do bom trabalho, não sei se foi ou não, mas foi o meu desejo. Cuidado com o que desejam, pois a vontade é uma força que dele vem.

Divirtam-se com saber, trás melhor viver.



Sem comentários :

Enviar um comentário