Um doidivanas mostra o seu saber por intermédio das palavras e um pouco da imagem. Poemas, opiniões, revisões. Uma mistura de sociedade e tecnologia. Com temáticas conforme me vou lembrando de escrever.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Preparando o cartão SD, particionar para app2sd

1 comentário
Particionando o cartão SD
Neste tutorial ensino a preparar o cartão SD para usar app2sd.
Para particionar o cartão escolha o método que se enquadre melhor ao seu cenário.
Eu recomendo o método 2, pois é o que limita mais a margem de erro, no método 3 modificamos a recovery do telefone, ou seja só flashando depois o firmware original é que voltamos a ter o Boston como de origem, contudo se quisermos ficar com a recovery temos uma mais completa que a original, de realçar que este método só foi testado para o Optimus Boston com 2.1update1, não use o método 3 num telefone fora da gama clone do Boston.

Método 1
Criar um CD-ROM ou PEN de arranque com linux e ir particionar o cartão SD a partir daí.
Use se tiver leitor de cartões, uma PEN 256Mb ou um CD-ROM.

Método 2
Nada de PEN, CD-ROM e nada de mexer na recovery original!!!
Vamos para o virtualbox, uma caixa virtual à maneira e gratuita, precisamos do leitor de cartões na mesma.

Método 3
Flashar uma recovery no Boston que permita a opção de particionar o cartão SD.
Use se não tiver leitor de cartões. Usamos o próprio Boston :)






Método 1

O site do Gparted fornece bastante informação mas está em inglês, então aqui vai uma pequena ajuda:
Opções com PEN ou CD-ROM
  • Com PEN

    • Clique aqui para ir para a zona do live-usb
    • Faça download do Tuxboot, este utilitário vai fazer o download da imagem e preparar a PEN USB sozinho, com pouca intervenção humana :)
    • No Tuxboot selecionamos: gparted-live stable

    • Esteja atento na opção Drive se a letra corresponde à PEN-USB que pretende instalar.
    • Clique Ok
    • O tuxboot terminou e pede reboot, lembre-se que tem que ter a opção de arranque na BIOS para USB, algumas BIOS permitem seleccionar a opção de arranque logo no inicio sem termos necessidade de fazer alterações.
    • Avance para o tópico: Usando o Gparted
  • Com CD-ROM
    • Clique aqui para ir para a zona de download da versão CD-ROM (live-cd)
    • Faça download do ficheiro gparted-live-0.11.0-10.iso (121.1 MB)
    • Use a sua habitual ferramenta de gravar CD para gravar a imagem num CD-ROM, se não tem nenhuma pode usar o Free ISO Burner
    • Depois de gravado, reinicie a máquina com a opção de arranque de BIOS para CD-ROM, algumas BIOS permitem seleccionar o modo de arranque.

    • Avance para o tópico: Usando o Gparted

Método 2

Este método ensina a usar a virutalbox, uma ferramenta gratuita que nos permite criar máquinas virtuais no ambiente Windows, assim vamos conseguir usar o gparted no Windows por intermédio de uma máquina virtual.
  • Se quiser saber mais sobre a virtualbox pode obter informações aqui. Para fazer o download directo pode fazê-lo aqui Virtual Box x86/amd64 (esta é a versão para Windows)
  • Depois da transferência instale.
  • Agora vamos fazer a transferência do Gparted versão de CD-ROM, Clique aqui para ir para a zona de download da versão live-cd, faça a trasferência do ficheiro iso.
  • Agora vamos configurar a máquina virtual para arrancar com o ficheiro iso:
    • Criar uma nova máquina virtual, aparecerá o assistente:
    • Depois de introduzir os dados acima faça Next
    • Na memória deixe as configurações padrão e faça Next


    • Não crie um disco virtual, e clique Next, aparecerá um aviso que a máquina não arrancará sem disco, não se preocupe, configuramos o disco mais tarde, pois no assistente ele não reconhece a iso que pretendemos.
    • Faça Create e a maquina virtual aparece do lado esquerdo como desligada.
    • Com o botão direito faça definições sobre a maquina que acabamos de criar (Gparted_vm).
    • Nas definições vamos para armazenamento e depois do lado direito nos atributos vamos clicar no cd-rom que nos dará a opção de escolher um CD/DVD Virtual.
    • Seleccionamos Escolher um CD/DVD Virtual e vamos então dar o caminho do nosso ficheiro iso que tem o gparted


    • Faça Ok, configuramos o USB depois.
    • Selecione a máquina virtual e clique em Iniciar, a maquina virtual arrancará em outra janela.
    • Aguarde um pouco, este processo demora um bocado.
    • explicar modo terminal...

    • Se ainda não o fez, ligue o seu leitor de cartões e coloque o cartão SD.
    • Neste momento o Gparted não reconhece nenhum dispositivo, temo que activar o USB Mass Storage Device. Em Dispositivos->Dispositivos USB->Generic Mass Storage Device



    • Faça Gparted->Actualizar dispositovos
    • O Gparted já deve reconhecer o cartão SD que se encontra no leitor de cartões.




    Usando o Gparted:




    Tanto no método 1 como no 2 usamos o gparted (Gnome Partition Editor), assim ficam aqui algumas dicas de como particionar o cartão SD com esta ferramenta gratuita.
    Com o método 2 existe menos possibilidade de erro, pois só montamos o SD ficando com o dispositivo /dev/sda, No caso do método 1 temos que identificar qual o dispositivo em que está o cartão SD, pois o gparted  deve ter encontrado mais que um dispositivo /dev/sda, /dev/sdb, /dev/sdc, etc. Podemos chegar lá pelo tamanho e pelas partições que encontramos em cada dispositivo. Por norma será /dev/sdc ou superior. Se desejar saber mais sobre partições linux clique aqui.
    O tamanho dependerá do tamanho do cartão disponível, recomendo pelo menos 25% para aplicações e o resto para dados. Ou seja num cartão de 2Gb temos entre 500 a 600 Mb para aplicações e o resto para dados. Mas claro tudo depende da utilização, então se não faz intenção de usar muitas aplicações pode aumentar o tamanho da partição de aplicações.
    Depois de identificado o dispositivo correcto então vamos particioná-lo:
    Apague todas as partições, para isso clique com o botão direito em cima da partição e escolha apagar.




    Vamos criar primeiro a partição Normal FAT32:




    Depois de escolhido o tamanho e o tipo de partição fazemos Add.
    Agora seleccionamos o espaço não alocado e vamos criar o resto do espaço em ext3:




    Faça Add.
    Temos as partições criadas mas ainda não aplicamos realmente nada.
    Faça Apply. O Gparted pergunta se temos a certeza que queremos aplicar e dizemos que sim.
    Pronto e Gparted começa a trabalhar e no final temos as partições criadas.




    O cartão está particionado.
    Agora volte a repetir as operações mas para formatar cada partição.
    Em cada partição indique ao gparted para a formatar no respectivo formato e depois clique em Apply.


    Temos agora cartão pronto.

    Dica: Se tiver dados no cartão e quiser arriscar só a dimensionar a partição fat32, e criar a ext3 no espaço final pode fazê-lo, experimentei e não perdi dados, mas é sempre um risco e é bom salvaguardar os dados na mesma.

    Nota: Não podemos particionar primeiro a partição para aplicações pois isto iria baralhar tanto o Windows como o Android que tentam montar a primeira partição para dados. Experimentei com este Kernel particionar em ext4 mas falhou por isso use ext3.


    Método 3


    Fazer a transferência da recovery clockmod v2.5.1.0 compatível com o z71 e o boston, aqui.
    Fazer transferência do Android SDK, para termos acesso ao fastboot, escolha o instalador para Windows.
    Instalar o Android SDK.
    Abrir uma linha de comandos, digitando cmd no menu iniciar.
    Colocar o Boston em modo Fastboot (tecla vermelha+volume baixo+power)
    Ligar o cabo USB e já com o Boston ligado fazer:
    > fastboot devices
    Deverá aparecer:


    Para flashar a recovery fazemos:

    >fastboot flash recovery clockwork-z71.img

    Se tudo correr bem, acontecerá como na imagem:


    Neste momento temos o Boston com a nova recovery.
    Remova a bateria e inicie o Boston em modo recovery (Camera+Volume Cima+Power)
    deverá aparecer como indicado:

    Senti alguma dificuldade em selecionar a opção advanced, pois o cursor andava muitas vezes de dois em dois, mas com alguma paciência vamos lá. Selecionar a opção advanced.
    E depois aparece a opção Partition SD Card:

    Particione o cartão com os tamanhos que mais se ajustam ao seu cartão e pode colocar a swap a 0.
    Um exemplo para um cartão SD de 2Gb será:
    Ext Size -> 512Mb
    Swap Size -> 0M
    E já está temos, finalmente, o cartão particionado :) 
    O cartão ficará particionado como mostra a imagem:

    Particionamento Automático
    Tive o cuidado de imaginar vários cenários possíveis para poder particionar o seu cartão SD e testei tudo com um Windows7 32bit e um Optimus Boston 2.1update1.

    1 comentário :