Um doidivanas mostra o seu saber por intermédio das palavras e um pouco da imagem. Poemas, opiniões, revisões. Uma mistura de sociedade e tecnologia. Com temáticas conforme me vou lembrando de escrever.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Tu e o Sol

Sem comentários






O
sol é como tu,


ofusca-me
e dá-me energia.


e
como tu,



cá estava quando nasci.


são
coisas que não se controlam,


como
a paixão.


bem
tento controlar,


mas
não há volta a dar,


tenho
que a deixar fluir


para
quê sofrer,


se
dela posso sorrir.


é
difícil, posso dizer,


mas
a culpa não existe,


então
para quê triste?


porque
na imaginação,


a
partilha não está presente,


não
existe um não,


e
o toque está ausente.


e
na percepção desta ausência,


aparecem
as lágrimas da realidade.


e
volto à minha verdade,


desaparecendo
a fantasia.


ficando
a vontade,


de
te dar alegria.





Philo Philos Pachem


Até por acaso

Sem comentários :

Enviar um comentário