Um doidivanas mostra o seu saber por intermédio das palavras e um pouco da imagem. Poemas, opiniões, revisões. Uma mistura de sociedade e tecnologia. Com temáticas conforme me vou lembrando de escrever.

sábado, 14 de agosto de 2010

2a iluminação

Sem comentários


No artigo anterior falei um pouco de iluminação e Zen, mas ficou muito por escrever e alguns porquês por explicar.

A 1a ter acontecido como aconteceu mostra-me que assim tinha de ser. E com a minha despreocupação cheguei há 2a por acaso! Que lindo, a minha procura pela paz esta-me a deixar observar os acasos.

Os meus bloqueios já eram  poucos e diminuíram com a vontade de alguns amigos que praticam métodos propagandistas. Então eu li:

-ilumina-te, para o mundo ter paz

 e amor.

Não existe mentira na frase, mas existe a possibilidade de o ser que ler fique preso á ilusão desse amor, dessa paz.

Mesmo usando só iluminação pode leva-lo a caminhos budistas com essa ilusão.

A iluminação é extraordinária, mas nada de ilusões, pois todos iguais, todos diferentes, todos com opção.

Não se percam no conceito de amor. pois só saberás do que falo quando experenciares e sentires.

E pela razão já há quem conseguiu, se encontrar, mas ai duvido da parte sentimental. Como aconteceu como comigo vou explicar, será o meu primeiro livro  com o titulo:"Porque penso ser quem sou!

Na segunda chorei duas vezes, uma pelas crianças, outra pela minha mãe.

Na primeira chorei quando olhei para a televisão, na segunda a pensar nas crianças e pela minha mãe pois deixei de mentir (andava á quase um ano a enganar toda a gente, medica e família). Neste aspecto tive que ir contra os meus princípios e se não o tivesse feito não teria chegado á iluminação outra vez assim não estou arrependido do que fiz, não aprecio mentiras, mas agora sei que mesmo tendo levando com químicos e terem-me feito mal ao corpo e à mente, que é possível atingir na mesma. E o pensamento que será que consigo morreu.

Assim cá estou novamente, cheio de vontade de partilhar.

Olá mundo, amo-te muito e vou mostrar o meu amor por ti.

O meu agradecimento a todos os que contribuíram, pois no acaso da primeira foram uns  e na 2a outros.Ser o observador e observado é complicado. Mas é tão bom sermos nós mesmos.



Espero partilhar mais momentos do acaso brevemente mas senti que estas palavras eram precisas ser escritas primeiro. Não quero por a carroça á frente dos bois.



Tenho dois livros para escrever, e vou escrevendo e partilhando momentos.



Até por acaso







Philo Philos Pachem



Relacionados:





Artigo anterior

Poema da 2a iluminação: Amar estar e ser

Sem comentários :

Enviar um comentário